55% das Empresas usam Recurso Próprio para Investimento em Inovação

Estudo  demonstra que mais da metade das empresas usa somente recursos próprios em pesquisa, pois grande parte dos recursos de iniciativas que apoiam à inovação foram contingenciados.

De acordo com o estudo realizado pela CNI (Confederação Nacional das Indústrias), a proporção de empresas que custeavam pesquisas com capital próprio era de 40% em 2015, e passou ao patamar de 55% em 2019. Parte da explicação está no escasseamento de recursos públicos como do FNDCT (Fundo Nacional para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico), que oferece recursos não-reembolsáveis para projetos inovadores e é gerido pela Finep (Financiadora de Estudos e Projetos).

Apesar da escassez de fontes externas de financiamento, ou mera aversão das empresas ao endividamento no atual cenário, a inovação definitivamente foi incorporada à agenda das companhias.”Fala-se muito de indústria 4.0, manufatura avançada, inteligência artificial. A empresa que não se engajar nesse movimento vai ficar de fora do mercado.” diz Gianna Sagazio, diretora de Inovação da CNI.

Segundo a Confederação, o percentual de empresas que preveem aumentar ou aumentar muito o volume de recursos destinados à inovação nos próximos cinco anos avançou de 57% em 2015 para 66% em 2019, o que ilustra o instinto de sobrevivência ao qual Sagazio se referiu. A pesquisa foi divulgada nos dias 10 e 11 de junho no Congresso de Inovação da Indústria Brasileira, realizado pela própria CNI em São Paulo.

O Ministério da Economia, por sua vez, mantém permanente diálogo com as entidades e estuda alternativas para aumento de recursos a P&DI (pesquisa, desenvolvimento e inovação).

O que se percebe é que em boa parte das empresas, a lei do bem já é vista como uma forma recorrente de recuperar entre 20% e 32% dos investimentos próprios com P&DI, repertório que se incorporar a outras fontes de financiamento como o FINEP e EMBRAPII.

RECEBA MAIS INFORMAÇÕES

Deseja receber nossas informações?

Preencha seu nome e seu e-mail e mantenha sempre atualizado.

PESQUISA E INOVAÇÃO: VISÕES E INTERSEÇÕES

PESQUISA E INOVAÇÃO: VISÕES E INTERSEÇÕES

O intuito desta obra é apresentar as relações entre conceitos, processos e resultados das áreas de pesquisa acadêmica e da área de inovação no Brasil