Foto de Caso Ambev: CARF se posiciona sobre tratados para bitributação

O CARF (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) anulou uma parte da cobrança de cerca de 1,5 bilhão de reais contra a Ambev, em julgamento realizado no dia 16/10/18. O tema da questão era a não tributação de lucros auferidos no exterior, em 2008, por empresas do grupo econômico. No processo administrativo fiscal, de número 16643.720059/2013-15, a Receita Federal impôs o recolhimento do IRPJ e da CSLL incidentes sobre o lucro que as empresas do grupo econômico da Ambev obtiveram no exterior em 2008. De acordo com o auditor fiscal, o lucro deveria ter sido oferecido à tributação no Brasil. Os pontos principais de discussão são a cobrança de lucros auferidos de empresas argentinas controladas por uma holding em Luxemburgo, de empresas no Uruguai, e lucros auferidos pela Labatt, sediada na Dinamarca. O valor maior da autuação é nesta operação com a Dinamarca, que possui Tratado com o Brasil para evitar a bitributação. Este tratado veda a incidência de tributos brasileiros sobre o lucro que não for distribuído por S.A. anônima residente na Dinamarca. No caso concreto, a Ambev reduziu em alguns milhões o lucro da companhia dinamarquesa, valor este que seria correspondente ao ágio decorrente de uma operação societária no exterior. O relator do processo administrativo, Rogério Aparecido Gil, negou o provimento ao recurso da Ambev. Contudo, a Turma considerou, em sua maioria, que o Tratado celebrado entre Brasil e Dinamarca não viola o art. 74 da MP 2158, entendimento este que beneficiou o contribuinte. Já no caso das empresas argentinas que estão sob controle da holding em Luxemburgo, a Turma não considerou cabível a aplicação do Tratado entre Brasil e Argentina. Por outro lado, em relação aos lucros auferidos no Uruguai, a Turma decidiu por cancelar a cobrança, entendendo ter ocorrido um erro no preenchimento da contabilidade por parte da companhia. Segundo o procurador responsável pelo caso, a PGFN (Procuradora Geral da Fazenda Nacional) poderá recorrer da decisão à Câmara Superior de Recursos Fiscais, caso consiga encontrar uma decisão divergente, que envolva especificamente a aplicação do Tratado Brasil x Dinamarca. Em nota, a Ambev ressaltou a importância da aplicação dos acordos internacionais “para evitar a dupla tributação e assim manter um ambiente de negócios justo e previsível”, e informou que ficará no aguardo da publicação do acórdão para avaliar a possibilidade recursal.

ICMS-ST não integra base de cálculo do PIS e da Cofins

O ICMS recolhido por substituição tributária (conhecido como ICMS-ST), regime no qual a responsabili... LEIA MAIS 

Posicionamento CARF – Busca de redução de incidência tributária constitui propósito negocial legítimo

Em sessão realizada no dia 15/08/2018, a Quarta Câmara da 1ª Turma Ordinária do Conselho Administrat... LEIA MAIS 

Em decisão fora do comum, TRF-3 (SP e MS) autoriza compensação integral de prejuízo fiscal

A limitação da compensação de prejuízo fiscal em 30%, está prevista nos artigos 42 e 58 da Lei nº 8.... LEIA MAIS 

Venda de participação societária recebida pelos sócios após operação de redução de capital: planejamento legítimo

Em recente decisão, a 1ª Turma da 4ª Câmara Ordinária do CARF (Conselho Administrativo de Recursos F... LEIA MAIS 

CARF autoriza compensação de tributos antes do trânsito em julgado judicial

Em decisão inédita, CARF autoriza compensação de tributos antes do trânsito em julgado judicial. De ... LEIA MAIS 

Exclusão do ICMS das bases de cálculo dos tributos federais: Case CPRB

Muito se tem discutido, nos últimos meses, sobre o conceito de receita e suas formas de tributação. ... LEIA MAIS 

Não incidência de IRPJ sobre incentivos estaduais

Vetados pelo Presidente Temer em função da perda de receita federal que provocariam, os artigos 9º e... LEIA MAIS 

Conceito de insumos sob a ótica da Essencialidade e Relevância (legislativo, judiciário e suas versões para o crédito de PIS e COFINS)

É sabido que, desde a instituição do regime de não cumulatividade para o PIS e para a Cofins (por me... LEIA MAIS 

STJ exclui ICMS do cálculo de contribuição

Em decisão unânime, a 1ª Turma do STJ determinou (julgamento realizado em 21/11/2017 – REsp 1694357)... LEIA MAIS 

STJ vai julgar recurso repetitivo sobre tributação de TUST/TUSD

O STJ definirá se as tarifas de uso dos sistemas de transmissão e distribuição de energia elétrica (... LEIA MAIS 

RECEBA MAIS INFORMAÇÕES

Deseja receber nossas informações?

Preencha seu nome e seu e-mail e mantenha sempre atualizado.

PESQUISA E INOVAÇÃO: VISÕES E INTERSEÇÕES

PESQUISA E INOVAÇÃO: VISÕES E INTERSEÇÕES

O intuito desta obra é apresentar as relações entre conceitos, processos e resultados das áreas de pesquisa acadêmica e da área de inovação no Brasil