ECONOMIA FISCAL E INOVAÇÃO

Aqui no blog você se informa sobre tudo o que compete ao universo fiscal: alterações legislativas e normativas, obrigações acessórias, regimes especiais, jurisprudência, e muito mais.

Diretrizes do programa rota 2030: conheça quais são!

Você sabe quais são as diretrizes do programa Rota 2030 — um programa do Governo Federal para estimular a indústria automobilística e logística? O principal objetivo do programa é ampliar a inserção global da indústria automotiva brasileira, especialmente por meio da exportação de veículos e autopeças.

O Rota 2030 conta com diretrizes e normas específicas, que os fabricantes instalados no país devem cumprir, portanto, é relevante conhecê-las para que seja possível usufruir dos benefícios fiscais previstos na legislação.

Se você tem interesse no tema e quer conhecer as diretrizes do programa Rota 2030, continue a leitura deste post e confira todos os detalhes.

O que é o Rota 2030?

O Rota 2030 visa definir regras para a fabricação de automóveis produzidos e comercializados no Brasil nos próximos 15 anos. De maneira geral, podemos dizer que determinados benefícios fiscais específicos do setor automotivo foram introduzidos no país por meio desse programa, especialmente por causa da relevância do setor para a economia.

Dessa maneira, entre os principais objetivos do programa Rota 2030, podemos destacar que o programa visa fomentar a inovação e a produção de novas tecnologias, o meio ambiente, a automatização do processo de manufatura, a qualidade dos veículos e das autopeças, os investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D) e a eficiência energética

Quais são as diretrizes do programa Rota 2030?

As diretrizes do programa Rota 2030, também chamadas de pilares, podem ser observadas na Lei nº 13.755/2018, norma que instituiu o programa no Brasil. São elas:

  • rotulagem veicular;
  • eficiência energética veicular;
  • desempenho estrutural associado a tecnologias assistivas à direção.

A realidade é que, em geral, a indústria automobilística sempre precisou seguir diferentes diretrizes e normas, tanto nacionais quanto internacionais. A principal mudança é que o Rota 2030 se destaca por levar em consideração novos parâmetros.

Entre as novas diretrizes, podemos observar que o governo federal pretende aumentar a segurança dos usuários, tornar a indústria automotiva do Brasil mais competitiva e buscar produzir carros que poluem menos.

Quais são as consequências do programa Rota 2030 para o mercado?

Por meio do plano Rota 2030, o Brasil deve se tornar um país que apresenta um ambiente de mais estabilidade e previsibilidade para a indústria automobilística — fator que deve agir de forma positiva para o desenvolvimento de novos produtos automotivos e veículos.

Mais um ponto relevante para os fabricantes é a concessão de incentivos fiscais àqueles que cumprirem com as metas e investirem em programas de pesquisa e desenvolvimento.

Para os consumidores, a principal consequência deve ser que peças automotivas e veículos mais modernos e inovadores sejam comercializados no mercado nacional, além de haver o aumento da segurança em tais itens.

Agora que você já conhece as diretrizes do programa Rota 2030, deve ter percebido que essa iniciativa vai ajudar os automóveis do Brasil a serem mais competitivos no mercado. Além disso, a tendência é que, por meio dessa medida, investidores estrangeiros sejam atraídos para o país, o que é importante para a nossa economia.

Se você gostou de conhecer mais sobre as diretrizes do programa Rota 2030, compartilhe este post nas redes sociais. Dessa forma, outras pessoas também podem aprender sobre o assunto!