ECONOMIA FISCAL E INOVAÇÃO

Aqui no blog você se informa sobre tudo o que compete ao universo fiscal: alterações legislativas e normativas, obrigações acessórias, regimes especiais, jurisprudência, e muito mais.

Pesquisa básica ou fundamental: como funciona?

A Lei do Bem é uma legislação capaz de conceder benefícios fiscais para as empresas que investem em desenvolvimento e pesquisa aplicada, básica ou fundamental. Contudo, é comum que os gestores tenham dúvidas a respeito de seus conceitos.

Conhecer sobre o assunto é importante para que o investimento seja realizado pela companhia da maneira correta e, com isso, ela possa usufruir dos benefícios previstos na Lei do Bem.

Se você deseja aprender sobre o tema e descobrir o que é a pesquisa básica ou fundamental e como ela funciona, continue a leitura deste post e confira!

Quais são os tipos de pesquisa de acordo com a Lei do Bem?

O conceito de pesquisa e desenvolvimento (P&D) de Inovação Tecnológica previsto na Lei do Bem é muito abrangente e, por essa razão, pode ser dividido em alguns subgrupos para determinar o que é considerado inovação. Veja, a seguir, mais detalhes sobre alguns deles!

Pesquisa básica ou fundamental

A pesquisa básica ou fundamental é, na prática, a realização de trabalhos teóricos ou experimentais que têm como objetivo principal obter novos conhecimentos acerca dos fundamentos dos fenômenos e fatos observáveis. Nesse caso, todo o trabalho de pesquisa é realizado sem uma utilização específica.

Pesquisa aplicada

Já a pesquisa aplicada, por sua vez, está relacionada à realização de trabalhos originais com o objetivo de adquirir novos conhecimentos voltados especialmente para determinado propósito ou objetivo prático.

Quais são as características e vantagens da pesquisa básica?

A pesquisa básica ou fundamental, como vimos, faz parte de um dos grupos de definição de pesquisa e desenvolvimento e, nessa modalidade, é realizado um trabalho com ênfase na melhoria das teorias científicas.

Uma das principais características desse tipo de pesquisa é que ela pode ser somente teórica. Isso não a desqualifica, uma vez que o seu objetivo é, justamente, aumentar a compreensão de determinados comportamentos ou fenômenos, sem a obrigatoriedade de resolvê-los ou tratá-los.

Apesar de ser uma modalidade de pesquisa muito utilizada pelas universidades, também é possível realizar pesquisas básicas voltadas para a indústria corporativa, uma vez que a pesquisa científica básica é uma condição fundamental para o desenvolvimento e tem como objetivo principal abastecer as inovações da ciência aplicada.

Dessa maneira, a pesquisa básica ou fundamental, no geral, costuma ter um custo mais baixo para as empresas, sendo essa uma de suas principais vantagens. Justamente por isso, ela é coordenada na pesquisa e desenvolvimento com frequência.

Como a pesquisa pode ser realizada?

Agora que você já sabe quais são os tipos de pesquisa de acordo com a Lei do Bem, vamos apresentar, a seguir, como cada uma delas pode ser realizada!

Pesquisa básica ou fundamental

A pesquisa básica, em seu princípio, requer a validação do fenômeno. Dessa maneira, para realizá-la se faz necessário a geração de uma pergunta lógica, a formulação e o teste de uma hipótese igualmente lógica relacionada à pergunta que foi feita.

Pesquisa aplicada

Já a pesquisa aplicada, por sua vez, tem como objetivo gerar conhecimento para a aplicação prática e dirigida a solução de problemas. É o caso, por exemplo, de um estudo que analisa modelos de teclados distintos a fim de desenvolver um modelos mais ergonômico e eficaz do que os demais do mercado.

Agora que você conhece todos os detalhes sobre a pesquisa aplicada e a pesquisa básica ou fundamental, deve ter percebido que são excelentes opções para se enquadrar no conceito de pesquisa e desenvolvimento (P&D) de Inovação Tecnológica previsto na Lei do Bem, não é mesmo? Portanto, busque aplicá-las o quanto antes em sua empresa para que seja possível usufruir dos incentivos fiscais previstos na referida legislação.

Se você gostou das dicas que apresentamos neste post, acompanhe nossas redes sociais para receber novos conteúdos em primeira mão. Estamos no Facebook e LinkedIn.