ECONOMIA FISCAL E INOVAÇÃO

Aqui no blog você se informa sobre tudo o que compete ao universo fiscal: alterações legislativas e normativas, obrigações acessórias, regimes especiais, jurisprudência, e muito mais.

Saiba a importância e como realizar o controle de projetos de inovação

Você sabe como realizar o controle de projetos de inovação e qual é a sua verdadeira importância? Na prática, podemos dizer que para uma invenção se transformar, de fato, em um produto, é preciso percorrer um processo.

Somente nos casos em que P&D redunda em produto concreto é possível dizer que o processo de inovação está consistente na organização e, todavia, é importante realizar o controle de todas as atividades, ainda que malsucedidas. Afinal, mesmo que malsucedidas, as atividades de PD&I podem proporcionar uma recuperação fiscal à empresa.

Se você deseja conhecer mais sobre o tema e descobrir como realizar o controle de projetos de inovação, acompanhe o post que vamos apresentar todos os detalhes.

Qual é a importância de realizar o controle de projetos de inovações?

A Lei do Bem é, hoje em dia, o principal mecanismo no Brasil que visa incentivar o desenvolvimento tecnológico nas empresas. O seu objetivo é aumentar a competitividade das empresas do país e, especialmente, incentivar a pesquisa.

As empresas que se enquadram na legislação fazem jus a uma série de incentivos fiscais, como o abatimento dos gastos com a pesquisa e o desenvolvimento de inovação tecnológicos diretamente do IRPJ e CSLL — é como se o governo federal subsidiasse uma parte do valor de um projeto de inovação por meio da renúncia fiscal.

Contudo, para tanto, é necessário que a empresa conte com um bom controle de projetos de inovações para que seja possível se enquadrar nos requisitos previstos pela legislação. Ocorre que, apesar de contar com diferentes vantagens, a Lei do Bem ainda é pouco utilizada, especialmente em razão de projetos mal executados, além da falta de informação e desconhecimento.

Isso acontece porque a Lei do Bem exige determinados tipos de controles que as empresas não costumam ter ou realizar, como a documentação, gerenciamento e mensuração das atividades desenvolvidas nos projetos de inovação da empresa, bem como o controle das horas trabalhadas.

Dessa maneira, não costuma ser viável que o controle e mensuração de atividades sejam realizados internamente pela companhia. O ideal, nesse caso, é contar com uma consultoria especializada para garantir os melhores resultados e os incentivos fiscais.

Quais são as melhores práticas para realizar o controle de projetos?

Agora que você já sabe qual é a importância do controle de projetos de inovação, veja, a seguir, quais são as melhores práticas para realizá-lo. Acompanhe!

Tenha um bom planejamento

Em um projeto de inovação, o planejamento é parte fundamental da estratégia. Ele deve determinar tanto os passos em curto prazo quanto em longo prazo, bem como quais devem ser as próximas etapas a serem executadas.

Crie processos claros e estruturados

Além disso, é fundamental que a companhia crie processos claros e bem estruturados para que seja possível se beneficiar dos incentivos da Lei do Bem, uma vez que os projetos aceitos pela legislação precisam de documentos específicos que comprovem os gastos com inovação e as tarefas executadas.

Para a comprovação de atividades e horas trabalhadas, por exemplo, é preciso apresentar o controle de atividades por meio de uma ferramenta de gestão de projetos que mostre as etapas realizadas, por quem, tempo de trabalho etc.

Conte com o auxílio de uma consultoria especializada

Como vimos ao longo do texto, a Lei do Bem conta com critérios bem específicos e, em geral, as empresas costumam ter dificuldades para comprovarem que fazem jus aos benefícios em razão dessas exigências.

A fim de resolver essa situação, o ideal é contar com o auxílio de uma consultoria especializada, com profissionais que conhecem a Lei do Bem de forma aprofundada e sabem como trabalhar os seus pontos da melhor forma possível.

Agora que você já sabe qual é a importância do controle de projetos de inovação e conhece, inclusive, as melhores práticas para realizá-lo, coloque as nossas dicas em ação e procure pelo auxílio de uma consultoria especializada a fim de usufruir o quanto antes dos incentivos fiscais oferecidos pela Lei do Bem!

O nosso post foi útil? Deixe um comentário e nos conte o que você achou das dicas que apresentamos!